Vice presidente da Epic Games se apaixona pelo Playstation 4

Em uma entrevista ao CVG (Computer And Videogames), Mark Rein, vice presidente da Epic Games afirmou estar maravilhado com as possibilidades que a Sony permitiu com a criação do novo Playstation 4.

“‘Penso que é um gesto muito inteligente da Sony construir este tipo de arquitetura baseado em uma versão melhorada de um PC e colocar tanta tecnologia ali. Não vamos esquecer que esse novo console tem o equivalente a 16 vezes mais memoria que o PlayStation 3 – e isso não é insignificante. Saber que podemos fazer coisas loucas e ridículas com isso. Os projetos que anunciaram e que estão planejando, o nível que está chegando, realmente estão desenvolvendo algo que podemos chamar de ‘VideoGame Perfeito'” – Diz Mark ao site.

Agora, sem mais delongas vou direto ao ponto, como um fã de PC assumido, mas também gosto muito de consoles, creio que o que Mark disse está um pouco além dos elogios já feitos por muita gente sobre o PS4, e embora tenha sim um hardware muito potente, a rapidez com que as placas de video pra PC tenham sido criadas, chega a ser absurdo esse tipo de comparação.

Tudo bem, daí você pode falar: “poxa Guilherme, mas o console é totalmente dedicado pra games, enquanto que o PC não, por isso, um console com configurações semelhantes à um PC High End hoje em dia seria muito mais potente, óbvio.” Primeiro, ainda não acho que precise de tanta potencia pra rodar jogos da atual geração, mas não podemos deixar de ressaltar que quanto mais potente, mais detalhes e mais robustez, mas será mesmo que precisa chegar ao ponto em que está chegando? Ou melhor, vão mesmo conseguir vender?

Lembrando que a placa de video eleita a mais potente do mercado, chega a custar 1 Mil dólares, ou seja, se uma placa de 140 dólares é vendida no Brasil a 700 reais, imagina quanto não iria custar essa placa “mais potente”. Mas sem mudar de assunto, concordo com alguns pontos do Mark e de muitos fãs da Sony, o PS4 realmente tem muita potência, mas sem essa de que os consoles passaram os PCs, cada caso é um caso, há diferenças nas programações dos jogos, nas edições e tudo mais.

Pra finalizar, além de ter divulgado uma opinião pessoal de Mark e uma opinião minha, nós do QuestGamer gostaríamos de saber a sua opinião 😉 pode ser por aqui mesmo, ou pela nossa postagem na página no facebook. Valeu!

Fonte: Eurogamer
Guilherme Souza
Preguiça me define! Não tenho preferência por plataforma. Jogar é meu sobrenome. Quando se trata de gênero, MMO é o que mais me atrai, seja RPG, seja Shooter, o que tiver bacana to dentro. Fã de títulos como Final Fantasy e Metal Gear Solid. - Link do Alvanista: http://alvanista.com/guimsouza
Guilherme Souza on sabtumblrGuilherme Souza on sabpinterestGuilherme Souza on sablinkedinGuilherme Souza on sabinstagramGuilherme Souza on sabfacebookGuilherme Souza on sabemail

Assinar Blog por Email

Digite seu e-mail e pronto :)

Assinar o podcast